Nossa história
Personalidade musical criada com o tempo
A Brass Groove Brasil surgiu com o ideal de evidenciar os instrumentos de sopro como solistas principais em uma proposta diferenciada no estado de Santa Catarina. É formada por Jean Carlos no trompete; Carlos Schmidt no trombone, no bombardino e na tuba; Aurélio Martins no trombone; Fábio Mello no saxofone; Braion Jhonny no clarinete e nos saxofones; Cristiano Ferreira na guitarra e na voz; Rafael Calegari no baixo e Cristiano Forte na bateria.
Conheça mais sobre esta brilhante história
A iniciativa de reunir instrumentistas em uma formação compacta e contemporânea ― constituída por instrumentos de sopro, que tradicionalmente compõem as bandas de música, além de uma seção rítmica que reúne baixo elétrico, guitarra e bateria ― reflete sua criatividade, ao misturar em seu repertório gêneros musicais como o samba, o funk, o ijexá, o baião e o maracatu. A partir da união e do fortalecimento desses múltiplos estilos, criou sua personalidade musical, inspirando-se nas obras de grandes mestres como Pixinguinha, Moacir Santos, Guerra Peixe e Nailor “Proveta”. Suas composições e releituras apresentam um diálogo peculiar entre a melodia e o contraponto, que serve como base para a construção dos arranjos, criando uma textura polifônica com sonoridade diferenciada no cenário atual da música brasileira.
Em 2014, participou da 16a Mostra SESC Cariri de Culturas (CE), do Jurerê Jazz Festival (SC), do FIESC 6 e meia (SC), do Circuito Cultural no Parque (Parque Ambiental Tractebel – SC) e foi contemplado nos editais TAC 7:30 — com o espetáculo Brass Groove e Nos Trink Crew — e Música Didática no Cinema, ambos da Fundação Catarinense de Cultura. Paralelamente a isso, a Brass Groove convidou a cantora Mércia Maruk para o show “Brasilidades”, que consistia em apresentar um repertório de canções compostas pela banda, além de releituras de clássicos da música brasileira. Essa parceria rendeu convites para diversos outros shows no ano seguinte ― recebendo diversos elogios do público ― e fez a diferença na sonoridade da banda. A partir disso, Mércia passou a ser mais um timbre para os arranjos do grupo, emprestando seu swing, sua técnica e potência vocal, cantando vocalizes e dividindo as melodias com os instrumentos de sopro.
No início de 2015, foi uma das atrações do 1º Festival Internacional de Vinho e Jazz, subindo ao palco na mesma noite que Alex Sipiagin e Hiske Oosterwijk, e atuou como banda base do Concurso de Marchinhas de Carnaval de Florianópolis. Participou da comemoração do International Jazz Day, realizando, no mesmo dia, diversos pocket shows em mais de 10 localidades de Florianópolis e, pela segunda vez consecutiva, foi convidada a integrar a programação do Jurerê Jazz Festival. Nesse período, a banda convidou Alexandre Damaria para gravar as percussões do primeiro CD e para participar de alguns shows. O entrosamento, tanto no estúdio quanto no palco, resultou em performances enérgicas, vindo ao encontro do que o grupo buscava: uma instrumentação mais completa e novas possibilidades de timbres dentro daquilo que já explorava ritmicamente, o que deu uma cara ainda mais brasileira ao grupo. Assim, no final deste referido ano, a Brass Groove Brasil passou a contar com Alexandre Damaria e Mércia Maruk como integrantes.
Em meados do mesmo ano de 2015, foi selecionada pelo Circuito SESC de Música, para realizar shows em 25 cidades do estado de Santa Catarina. Durante esse circuito, idealizou o projeto denominado “Estrada Criativa”, que tinha como principal desafio compor, arranjar para a sua formação, ensaiar e executar uma nova música em homenagem a cada cidade por onde passava, totalizando 26 composições em 30 dias de turnê.
Projeto Estrada Criativa: uma nova música em homenagem a cada cidade
Dentre outras, foi contemplada pelo Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura 2014/2015 — da Fundação Catarinense de Cultura/Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte —, premiação que viabilizou a gravação de seu primeiro CD. Recentemente, seu trabalho foi escolhido como “melhor álbum instrumental” de 2015 no 3º Prêmio da Música Catarinense. Ainda em 2015, foi convidada pela Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Turismo, para se apresentar como uma das atrações da Festa da Virada.

Nossa História

A Brass Groove Brasil surgiu com o ideal de evidenciar os instrumentos de sopro como solistas principais em uma proposta diferenciada no estado de Santa Catarina.